'Conversei com Gerson, mas isso não indica que eu tenha de me afastar', diz Jáder

O vereador Jáder Soares Pimentel Filho (Jáder Filho – PSB) reagiu na manhã desta segunda-feira (19/8) as informações que davam conta de seu afastamento por 120 dias para que o ex-vereador  Gerson Cândido de Farias (Gerson do Gesso - PPL) assumisse o cargo como parlamentar suplente, passando a compor o bloco de situação. De acordo com Jáder, em entrevista concedida ao repórter Zé Roberto da Rádio Constelação FM, a conversa dele com Gerson procede, mas negou que terá de se afastar da Câmara, para que o presidente do PPL venha integrar o bloco situacionista. “Conversei com Gerson, mas isso não indica que eu tenha de me afastar”, disse.

Gerson
Pimentel argumentou que Gerson é uma grande liderança, com três mandatos no legislativo e ficou na suplência com 800 votos pela coligação dos girassóis nas últimas eleições municipais. E, para ele, será de grande importância ter o ex-vereador no grupo de situação. “Ele marchará conosco (...). Se a oportunidade não for como vereador, que seja de outra forma, assim que eu tiver mais novidades sobre Gerson, eu informarei”, assegurou Jadinho.

Jáder Filho, que já deixou o seu nome à disposição do seu grupo quanto a chapa majoritária nas próximas eleições - reafirmou da sua ida para o PROS e disse ter novos partidos chegando na cidade, os quais poderão ser presididos por Gerson do Gesso e outras lideranças, tendo como a finalidade, fechar um arco de alianças com a situação de Guarabira.

As informações repercutiram no programa Jornal da Manhã da Constelação FM, desta segunda-feira.

@RedaçãoPlugados


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário