Gervasinho toma 'chocolate' de 10 x 1 da Câmara de Guarabira e recebe voto de repúdio

A autoria foi do vereador Zé Ismai (PHS), ligado ao grupo Paulino. Se referindo a políticos guarabirenses, deputado socialista teria dito: “Muitos cabrinhas iam vestir saias em Guarabira” e “Político traíra pode disparar”. 
Zé Ismai pediu voto de repúdio para Gervásio Filho. (Montagem / Plugados). 
A Câmara Municipal de Guarabira reagiu às declarações contrárias a políticos guarabirenses investidas pelo deputado federal Gervásio Maia Filho – Gervasinho (PSB), e deu um voto de repúdio ao parlamentar socialista, em sessão realizada na tarde de terça-feira, 16. A autoria foi do vereador Zé Ismai (PHS), ligado ao grupo Paulino. O placar foi um 'chocolate grego' antecipado de Páscoa, de 10 votos a 1, pelo repúdio a Maia.

Gervasinho teria destratado políticos guarabirenses, com exceção dos girassóis ligados a ele na cidade, em entrevista concedida na semana passada, em Belém-PB, ao repórter Rodrigo Sousa, da Rádio Cultura FM de Guarabira. Entre os adjetivos o deputado teria chamado políticos de Guarabira, de ‘Cabrinhas’ e de ‘Traíra’, esta última taxação seria direcionado ao vereador-presidente da CMG, Marcelo Bandeira (PSB). “Muitos cabrinhas iam vestir saias em Guarabira” e “Político traíra pode disparar”.

O presidente da Câmara não votou em GM para deputado federal e sim em Bruno Deriu, que teve mais votos em Guarabira do que o ex-presidente da Assembleia. Além das últimas declarações de Marcelo discordando de algumas posições dos girassóis na cidade - Por isso se leva a crer que a menção 'traíra' e 'pode disparar' tenha sido direcionada a Bandeira.

Em questão de ordem o vereador Renato Meireles (PSB), o único que votou contra o voto de repúdio a Gervásio, disse que tudo que o seu colega deputado falou - 'é verdade mesmo'.

Zé Ismai lembrou que Gervásio nunca direcionou um requerimento em favor dos guarabirenses, que ele era um dos maiores críticos do governo Ricardo Coutinho e disse que o deputado federal deveria ter pelo menos 10% do caráter que tem a deputada Camila Toscano(PSDB) e o deputado Raniery Paulino (PMDB). E em seguida solicitou o voto de repúdio. “Tenha vergonha na cara! (...) Deputado se enxergue primeiro. Quem disso usa, disso cuida”, disse Ismai após agradecer aos seus pares pela aprovação do voto repúdio ao deputado girassol.

@RedaçãoPlugados

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário