Prévias do PSDB são suspensas com impasse sobre sistema de votação

Partido emitiu nota sobre instabilidade em aplicativo. 

Os tucanos Dória, Virgílio e Leite disputam vaga de pré-candidato a presidente da Republica. Foto: Divulgação.  
Os problemas de instabilidade no sistema de votação das prévias do PSDB para a escolha do candidato do partido a presidente da República foram suspensas agora no início da noite com impasse quanto à continuidade do processo de votação. A convenção marcada para a escolha do partido de quem seria o candidato a presidente começou hoje às 7h e deveria ter sido encerrada às 15h deste domingo. Mas como o sistema operacional do aplicativo criado para a votação não funcionou, a votação foi adiada para até às 18h de hoje. Isso, no entanto, não foi suficiente para garantir que o sistema voltasse a funcionar.

Até às 18h deste domingo, apenas 10% dos eleitores inscritos (44.700) conseguiram votar. O sistema não permitia que o voto fosse concluído. Quando o eleitor chegava à metade do processo, ele retornava ao início. Um fiasco. O sistema foi mal formulado. Desde o início, Doria era contra esse aplicativo. Ele defendia que os Estados tivessem urnas eletrônicas e os eleitores fossem às capitais para votar, mas o pessoal de Eduardo Leite insistiu na votação pelo aplicativo. A votação por urna eletrônica foi usada apenas para os 700 dirigentes nacionais que compareceram a Brasília para o evento das prévias. Esses votos foram coletados e estão na sede do partido para a serem somados.

Como até às 18h deste domingo o sistema do aplicativo não voltou a operar de forma confiável, a decisão da direção do partido, com o aval dos três candidatos a presidente (João Doria, Eduardo Leite e Arthur Virgilio), foi a de adiar o término da votação. O governador João Doria estava preocupado com o problema técnico por uma questão fundamental. Em São Paulo, estavam mais da metade dos eleitores inscritos nas prévias e todos iriam votar pelo aplicativo, o que seria um grande prejuízo para sua eleição. Os três candidatos estão reunidos com o presidente nacional da legenda, Bruno Araújo, para uma decisão final. Há dirigentes do PSDB que defendem que a votação por aplicativo continue até que 90% dos votos sejam consumados e há os que defendem que a eleição seja suspensa neste domingo e que volte a ser concluída no domingo que vem. Até lá, os técnicos em tecnologia do partido analisariam o que pode ser feito para garantir a integridade dos votos. Se concreto, contudo, ainda não há uma posição oficial e o impasse deve se estender noite adentro.

Nota do PSDB

O PSDB concluiu, às 18h deste domingo, o processo de votação em urna eletrônica para a escolha do candidato do partido à presidência da República.

O processo de votação em aplicativo encontra-se pausado em razão de questões de infraestrutura técnica, que não comportou a demanda dos votantes das prévias.

Os votos registrados neste domingo estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado.

O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022.

Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação.

A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas.

Todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados.

(*) IstoÉ


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário