Pedro destina R$ 1,9 milhão para UFPB em emendas no orçamento do próximo ano

Foto: Divulgação / Ascom. 
O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) destinou um total de R$ 1,9 milhão em emendas para a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Deste total, R$ 1 milhão foi destinado para o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), em João Pessoa. O recurso é fruto das emendas de bancadas do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022, que contemplam ainda R$ 500 mil para a construção da subestação de energia elétrica da Universidade. 

Também para o próximo ano, Pedro destinou R$ 400 mil para auxílio na finalização da obras do prédio que abrigará as Pós Graduações do Centro de Educação da Universidade - o prédio está 80% concluído e teve a construção paralisada em 2011. A diretora do local, Adriana Diniz, agradeceu o investimento feito pelo parlamentar. “Essa obra é destinada a quatro programas de pós-graduação e essa emenda em muito contribuirá para a formação de professores, gestores da educação, no curso de Ciências das Religiões. O Centro está realmente agradecido ao deputado pela atenção”, comentou. 

De acordo com o diretor do HULW, Marcelo Tissiane, os recursos serão usados para reformas estruturais e para a renovação do parque tecnológico. “Quero agradecer em nome de todo Hospital ao deputado Pedro Cunha Lima pela atenção e contribuição, destinando R$1 milhão ao Hospital”, frisou. 

Ao longo de seis anos de atuação como deputado, Pedro tem defendido a Educação e encaminhado recursos para as instituições públicas da Paraíba.  Desde 2015, já foram destinados quase R$ 4,5 milhões para a UFPB.

“A Educação, em qualquer nível, é o caminho para combater a desigualdade social e criar oportunidades. Estou contente por conseguir levantar esses valores para 2022. Esse foi um compromisso que assumi ainda este ano, visitando a UFPB, vendo suas necessidades e demandas mais urgentes. Estamos aqui para dar todo o apoio e ver a educação ser fortalecida”, apontou o parlamentar. (*) Assessoria

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário