Aprovados em concurso da PC da Paraíba vão receber o pior salário do país, diz ASPOL/PB

Foto: Divulgação / ASPOL/PB. 
A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba - ASPOL/PB reforça a necessidade de valorização dos profissionais da Segurança Pública. Atualmente, os policiais civis do Estado recebem o “PIOR SALÁRIO DO PAÍS” e essa estatística se confirma com os valores dos salários iniciais divulgados no edital do concurso da PCPB, que acontecerá no mês de janeiro/2022.

O policial civil da Paraíba tem sua remuneração composta por uma parte fixa, sobre a qual é baseada a aposentadoria e pensões, e alguns "penduricalhos", como auxílio alimentação, bolsa desempenho, gratificações horas extras, que não são levados para a aposentadoria. Atualmente o prejuízo do servidor com afastamento da atividade, seja por aposentadoria ou licença, chega até 50%, o que leva muitos a se manter na ativa mesmo estando apto à aposentadoria.

No edital do concurso, o valor total divulgado já inclui o auxílio alimentação e a bolsa desempenho, o que faz com que “pareça” uma boa remuneração, mas não traz segurança para o futuro do policial no fim de carreira e fora da instituição.

Um levantamento feito pela ASPOL, com base nas leis orgânicas dos Estados da federação, mostra que a Paraíba fica em último lugar no ranking dos salários pagos a policiais civis, no Brasil, tanto no início como no final da carreira. Segundo Beethoven Silva, presidente da ASPOL-PB: "O salário final da categoria investigativa é menor do que o salário inicial de 25 Estados é hora de mudar essa realidade. A Polícia Civil está unida pelo PCCR".

PCCR

A ASPOL/PB iniciou uma campanha conjunta com as demais associações e sindicados da Polícia Civil cobrando do governo da Paraíba um Plano de Cargos, Carreira e Remuneração - PCCR digno para a categoria. Já foram feitas  reuniões com os policiais das seccionais de Patos, Campina Grande, Guarabira e João Pessoa, para explicar a proposta de PCCR, informando o andamento das negociações, bem como dos próximos passos da campanha. (*) Assessoria de Imprensa/ASPOL/PB


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário