CNN Brasil demite Alexandre Garcia após nova defesa de tratamento ineficaz da covid

Foto: Reprodução / CNN Brasil. 
O jornalista Alexandre Garcia foi demitido da CNN Brasil após ele defender o uso de medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento da covid-19. Ele falava livremente no quadro “Liberdade de Opinião”.

“A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24). A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada”, diz o canal em comunicado emitido à imprensa.

Na manhã desta sexta-feira, Garcia voltou a propagar que o uso de certos medicamentos ligados ao chamado kit covid atenuariam ou até curariam a infecção, o que é uma inverdade. Já existem diversos dados científicos que provam que estes remédios não têm eficácia contra o coronavírus.

Apenas a vacinação em massa, o uso de máscaras, o distanciamento social e mínimas práticas de segurança são eficazes contra a covid-19, que é um vírus que se transmite pelo ar. Cerca de 600 mil pessoas morreram no Brasil e 21 milhões de pessoas já foram contaminadas, cerca de 10% da população. Ao mesmo passo 40,3% da população maior de 18% está imunizada com duas doses da vacina ou dose única.

Alinhado com os discursos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o jornalista usou seu tempo na emissora para: desacreditar os imunizantes contra a covid-19, lançar dúvida a medidas não farmacológicas como o uso de máscaras e distanciamento e também atacou pessoas contrarias ao político. (*) Yahoo


Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário