ASPOL na luta: 11 entidades representativas da Polícia Civil, na PB, se unem pela implantação de PCCR

A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba enfatiza que, as entidades compreendem que o subsídio nos moldes como o governo do estado quer oferecer não traz a devida valorização para as categorias. 
Reuinião entre as entidades representativas dos policiais civis. Foto: Divulgação / ASPOLPB. 
As 11 entidades representativas dos policiais civis: agentes de investigação, agentes operacionais, delegados, escrivães, necrotomistas, papiloscopistas, peritos e técnicos em perícia se reuniram na manhã dessa quinta-feira (dia 4) para construir uma proposta única que atenda aos interesses das categorias representadas por seus respectivos presidentes. 

O documento construído de forma conjunta visa apresentar uma proposta que atenda às necessidades dos policiais, sendo este o plano de cargos, carreira e remuneração para polícia civil, tendo em vista que a instituição é a única que ainda não possui um PCCR no âmbito estadual.

A entidades compreendem que o subsídio nos moldes como o governo do estado quer oferecer não traz a devida valorização para as categorias. A partir de então, as entidades se comprometem em seguir unidas na defesa da proposta conjunta.

  • Suana Melo - Presidente da ASPOLPB
  • Guilherme Nogueira - Presidente do Sindperitos
  • Arnaldo Coutinho - Presidente da SINEPEP
  • Antônio Targino - Presidente do SINAIEP
  • Germana Honório - Presidente da ATENEPOL
  • Antônio Erivaldo - Presidente do SINDSPOL
  • Clébio da Silva Gomes - Presidente da ASPPEPB
  • Joelson dos Santos - Presidente ASPOCEP
  • Charles Lustosa dos Passos - Presidente do SINDAOPCPB
  • Steferson Gomes Nogueira Vieira - Presidente da ADEPDEL
(*) Com Assessoria de Imprensa/ASPOLPB

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário