Coronel indicado para Anvisa contrário à OMS está na UTI com covid-19

Jorge Luiz Kormann. Foto: Reprodução / Twitter. 
O tenente-coronel da reserva do Exército, Jorge Luiz Kormann, está internado em unidade de terapia intensiva (UTI) com covid-19. O militar foi indicado por Jair Bolsonaro para uma vaga na diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas seu nome ainda não foi analisado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. A informação é do Valor.

Atualmente, Jorge Luiz Kormann é secretário-executivo adjunto no Ministério da Saúde, e usa suas redes sociais para interagir com apoiadores bolsonaristas. O militar já compartilhou publicações do filho do presidente, vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), com ataques à imprensa.

Em 2020, Jorge Kormann curtiu uma publicação que dizia: “Todo mundo sabe que o Doria é o ‘China Boy’. Mas nessa história da vacina, tá ficando até constrangedor.” O militar também apoia publicações do escritor Olavo de Carvalho, o guru bolsonarista. Segundo o Estadão, o secretário do Ministério da Saúde é encorajador do uso do "kit-covid", tratamento que defende a utilização precoce de medicamentos sem eficácia comprovada contra a pandemia, como a cloroquina.

Outra publicação curtida pelo militar nas redes sociais foi a do escritor Guilherme Fiuza sobre a OMS. “Com o reconhecimento pela OMS (ver David Nabarro) de que o lockdown é uma medida devastadora e jamais pode ser adotado como método primário e indiscriminado de controle epidemiológico – como ocorreu fartamente no Brasil -, só vota em prefeito tranca-rua quem for mulher de malandro”.

Caso seja aprovado para a função na Anvisa, o militar terá poder para aprovar o registro de medicamentos, além de outras funções. (*) Congresso Em Foco

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário