Radar descobre lagos de água salgada debaixo da camada de gelo de Marte

Foto: Pixabay / AlexAntropov86
Uma equipe de cientistas italianos comprovou a existência de lagos de água salgada debaixo da camada de gelo no polo sul de Marte, segundo artigo publicado na revista Nature Astronomy.

"Sugerimos que estas águas sejam salmouras de perclorato hipersalinas, que, como se sabe, são formadas nas regiões polares marcianas", destaca-se no artigo. Os três lagos recém-descobertos encontram-se perto de outro lago lago central, com um diâmetro de 30 quilômetros, achado por cientistas italianos em 2018, graças à experiência adquirida nas observações sob o gelo da Antártica e da Groenlândia.

De acordo com Roberto Orosei, professor da Universidade de Bolonha e cientista responsável pelo radar MARSIS, "o descobrimento de um sistema inteiro de lagos significa que o processo de formação é relativamente simples e comum, e logo há uma grande probabilidade de estes lagos terem existido durante uma grande parte da história de Marte".

O radar MARSIS (sigla para, em inglês, Mars Advanced Radar for Subsurface and Ionosphere Sounding), desenvolvido pela Agência Espacial Italiana para a missão Mars Express da Agência Espacial Europeia, utiliza frequências baixas (entre 1,5 e 5 MHz) e, até agora, é o único dispositivo capaz de explorar o subsolo de Marte a uma profundidade de cinco quilômetros.

Contudo, a existência destes lagos de água é ainda motivo de discussão e debate na comunidade científica. Por exemplo, Jack Holt, um cientista planetário da Universidade do Arizona (EUA), diz que, embora ache que os dados mais recentes sejam positivos, não está certo sobre a interpretação dos mesmos. "Não acho que existam lagos", disse Holt, que faz parte da equipe científica da sonda Mars Shallow Radar (SHARAD) do Orbitador de Reconhecimento de Marte (MRO, na sigla em inglês) da NASA, pois "não há fluxo de calor suficiente para sustentar uma salmoura, mesmo sob a calota polar".

Em fevereiro de 2021, a missão chinesa Tianwen-1 poderá dar a chance de verificar as reivindicações sobre existência de água em solo marciano. Até lá, resta-nos esperar, mas a possibilidade da existência destes lagos continua sendo algo entusiasmante. (*) Sputnik




Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário