Em nome do pai: Raniery esquece de ser xingado de ‘malandro’, deixa liderança da oposição e deve apoiar João Azevêdo

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) anunciou na manhã desta quinta-feira (23) a sua saída da liderança do bloco de oposição ao governo do estado na Assembleia Legislativa, para possivelmente passar a dar sustentação ao governador João Azevêdo (Cidadania), como anuncia alguns setores da imprensa. Tudo em troca do apoio de João ao desejo do pai do deputado, o ex-prefeito Roberto Paulino, de tentar voltar a comandar a prefeitura de Guarabira pela terceira vez, após quase 40 anos.

Caso se consolide, Raniery ingressará no grupo governista depois de quase 10 anos fazendo uma oposição ferrenha ao governo do estado, desde o primeiro mandato do então governador Ricardo Coutinho (PSB) a partir de 2011, onde o parlamentar guarabirense chegou até a ser agredido por apoiadores de RC durante saída de uma audiência pública e já no atual governo, foi xingado de ‘malandro’ em Guarabira, sua própria ‘casa’, pelo atual governador João Azevêdo.

“Considerando que coube a Roberto Paulino, meu pai e meu líder maior, a condução do processo eleitoral em Guarabira. Manifesto a minha decisão de entregar a liderança da bancada de oposição na ALPB em respeito a decisão do MDB de Guarabira. ”, disse Raniery em trecho de carta renúncia enviada a bancada oposicionista na ALPB. Vale destacar que na publicação, Raniery não declara que está deixando a oposição.

Cidadania de Guarabira - Contando com a pré-candidatura própria do ex-vereador Beto Meireles, o X da questão agora é saber como os que fazem o Cidadania em Guarabira estão recebendo a provável manobra realizada pelo até então, adversário Roberto Paulino, o qual para eles é tido como o sobrenome mais atrasado da ‘gangorra’ política, como os mesmos batizaram, Toscano e Paulino, e tentam ‘acabar’ com alternância de poder entre estes dois tradicionais grupos na cidade.

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário