10 práticas que podem ajudar a evitar novo coronavírus ao sair de casa

Apesar de a OMS recomendar não sair às ruas, é possível se proteger com ações simples. 
Pessoas usam mascaras de prevenção ao Covid-19. Foto: AFP. 
Desde que o novo coronavírus se espalhou pelo mundo, a recomendação da Organização Mundial da Saúde é de evitar sair de casa, com o intuito de não correr riscos desnecessários de se infectar nas ruas. Porém, algumas situações são inevitáveis, e em algum momento vai ser necessário ir a mercado, farmácia ou outros lugares.

Mesmo nesses casos, ainda é possível tomar algumas medidas que podem ajudar a evitar a contaminação. Veja abaixo dez coisas simples que podem ser feitas com essa finalidade.

1. Usar o menos possível as mãos e os dedos
Elevadores, portas, alavancas e diversas outros objetos necessitam que as mãos ou os dedos sejam usados para sua manipulação. Porém, em alguns casos, é possível usar ombros, pés e até as dobras dos dedos ao invés das pontas. Isso ajuda a restringir o contato direto das principais partes do corpo que podem tocar o rosto com o vírus. Usar partes da roupa também ajuda.

2. Procure opções automáticas
Alguns estabelecimentos possuem portas que abrem automaticamente, torneiras e saboneteiras automáticas ou outros equipamentos nos quais não é necessário o uso das mãos. Sempre que possível, essas são as melhores opções para o uso, e não apenas nesse momento de pandemia. Investir nessas opções pode ser de grande utilidade também em residências.

3. Cuidado para onde levar e apoiar o celular
Nos dias atuais, os celulares estão sempre ao alcance de seus usuários. Porém, apoiá-los em mesas compartilhadas ou levá-los para banheiros públicos não é a melhor opção para o momento. Quanto menos expor o smartphone, menos será a preocupação com sua limpeza. Usar panos quando for apoiá-lo pode fazer com que seja necessária menor frequência de higienização do celular.

4. Utilizar as próprias sacolas de compras
Há alguns anos, com a proibição da distribuição de sacolas plásticas no mercado, o brasileiro já adotou as sacolas reutilizáveis ao fazer compras. Neste momento, essa medida é ainda mais necessária, já que dá um maior controle para o que vai tocar as compras. Além disso, em alguns casos, pode evitar inclusive o uso dos carrinhos ou cestas. Essa ação pode ajudar na redução da transmissão do vírus.

5. Não tocar os produtos com a própria mão
Essa dica vale especialmente para mercados. É comum tocar os alimentos com a mão para escolher os produtos de boa qualidade. Porém, uma pessoa contaminada pode passar o vírus para a mercadoria e a pessoa que tocá-la em seguida poderá ser infectada. Para evitar isso, basta utilizar uma sacola, daquelas que já estão ao lado, como uma espécie de luva. Dessa forma, evita-se um possível contato com o vírus e se tem a liberdade para encostar nos alimentos. Utilizar a sacola virada do avesso, com a parte de dentro para o toque, pode ser ainda mais seguro.

6. Evitar cumprimentos
Para aqueles que não possuem problema em permanecer em casa, esta dica pode ser desnecessária. Porém, há sempre a possibilidade de encontrar algum conhecido e, nesse momento, é difícil evitar um abraço ou aperto de mão. Apesar disso, em um momento em que o contato pode ser prejudicial, um simples aceno de mão ou de cabeça já é o suficiente para dizer um oi.

7. Lavar as mãos frequentemente
Esta ação já deveria fazer parte do dia-a-dia de todos, mas sabemos que esta não é a realidade. Porém, com a pandemia de Covid-19, se faz ainda mais necessário a lavagem das mãos, que são uma das principais portas de acesso do vírus. Sempre que chegar em casa, lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos é de fundamental importância. Se possível, o uso de álcool em gel logo depois ajuda ainda mais a previnir a infecção. 

8. Ande com lenços e guardanapos extras
Muitas pessoas passaram a andar com lenços e papéis nas bolsas após o avanço da doença. Não apenas neste momento, mas principalmente no cenário atual, esses produtos podem ser usados para limpar as mãos, celulares e até serem usados na hora de espirrar e tossir.

9. Evite manipular dinheiro
As cédulas já são consideradas um dos objetos mais sujos que existem, já que passam de mão em mão e, por serem de papel, são difíceis de serem higienizadas. Portanto, é cada vez mais recomendado o uso de outros meios para pagamento, como cartões ou aplicativos. Além disso, sempre que possível, o pagamento por aproximação deve ser a opção escolhida, já que não há contato nenhum, evitando ainda mais a contaminação.

10. Evitar itens questionáveis por até 9 dias
O coronavírus consegue sobreviver por até nove dias em superfícies, como mesas e roupas. Apesar de uma boa limpeza ser capaz de eliminar o vírus, qualquer item que você não tenha certeza de como desinfetá-lo pode ser deixado de lado por um período.

(*) Olhar Digital, com CNet

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário