Guarabira: moradores do Pirpiri participam de sessão itinerante da CMG e fazem uso da tribuna livre

A primeira sessão itinerante aconteceu no Salão Paroquial da igreja do Pirpiri. Foto: Ascom / CMG. 
A Câmara Municipal de Guarabira iniciou nesta quinta-feira (13) o projeto de aproximação da população através das sessões itinerantes. A primeira comunidade que recebeu todos os parlamentares e a estrutura da sessão ordinária foi o distrito do Pirpiri, que também contemplou as comunidades circunvizinhas de Lagoa de Serra, Torrões, Escrivão e Palmeira.

A sessão foi realizada no auditório do Salão Paroquial, que ficou lotado de pessoas que foram acompanhar de perto o trabalho dos vereadores. O presidente colocou em votação a ordem do dia, os requerimentos e projetos e em seguida abriu espaço para os moradores apresentarem suas reivindicações através do instrumento da tribuna livre.

Os que usaram a tribuna livre Josivan, Jousiex, Sérgio, Luciano e Rubens Fernandes, reivindicaram interseção do parlamento no sentido de solucionar problemas como insegurança na zona rural, projetos de geração de emprego e renda, abastecimento de água, melhoria de atendimento em saúde, investimento na agricultura familiar, programa de reforma de casas entre outros temas.


Vereadores também fizeram uso da palavra, parabenizaram o presidente pela iniciativa de aproximar a Casa de Osório de Aquino às comunidades e reforçaram a necessidade de a gestão municipal ter um olhar especial a quem mora nas comunidades rurais, que muitas vezes ficam à margem dos serviços básicos.

Parlamentares da base governista se comprometeram em encaminhar ao prefeito em exercício, Marcus Diogo (PSDB), as demandas mais urgentes e disseram que vão procuram transformar em requerimentos e projetos outras reivindicações que necessitem de ser implementadas a partir de previsão na LDO.

Ao final, o presidente Marcelo Bandeira fez um agradecimento a cada morador que se deslocou de sua residência para acompanhar atentamente as discussões da Câmara e destacou que somente ouvindo as necessidades das comunidades. (*) Ascom CMG
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário