Trânsito de Guarabira ganhará monitoramento através de câmeras instaladas nas principais ruas da cidade.

Seguindo o projeto de Mobilidade Urbana STTRANS avança com o monitoramento através de câmeras.
Câmera do STTrans em teste mostra movimentação na Avenida D. Pedro II (Foto: Reprodução / STTrans). 
Quem transitou em Guarabira nos últimos meses já percebe câmeras instaladas no centro da cidade. A novidade é que se encontra em fase de testes as câmeras que serão utilizadas pela Superintendência de Trânsito para monitoramento na cidade. Desde a municipalização do trânsito de Guarabira, em meados de 2013, após um longo período de ações educativas, medidas que visam modernizar o trânsito do município foram implementadas para facilitar o fluxo nas principais vias da cidade. 

Após a implantação da sinalização vertical e o asfaltamento de ruas e avenidas que possibilitaram novas alternativas de trânsito, a STTRANS trabalha para modernizar o monitoramento do trânsito com a instalação de câmeras do tipo Speed Dome, que possuem qualidade suficiente para identificar infrações a longo alcance. 

As câmeras estão sendo instaladas na Avenida Pedro II, ao lado da antiga rotatória, na junção da Avenida Padre Inácio de Almeida com a Rua Augusto de Almeida, na Rua São Manoel e na Rua Henrique Pacífico. Segundo Gilberto Machado, Superintende de Trânsito, toda medida realizada no trânsito é feita com a intenção de diminuir os transtornos para condutores e transeuntes e, principalmente, evitar que acidentes ocorram, assim como, orientar os agentes de trânsito quando ocorrer uma situação de congestionamento.

A previsão é que nos próximos meses o sistema de monitoramento seja colocado em funcionamento, todavia, Gilberto Machado avisa que - antes do funcionamento como instrumento autuador de infrações, será realizado um trabalho educativo, buscando, dessa forma, conscientizar os cidadãos da importância de atender aos preceitos do Código de Trânsito Brasileiro.

Ascom / STTrans
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário