Bolsonaro é diplomado no TSE e promete 'resgatar o orgulho do povo brasileiro'

Presidente eleito recebeu o diploma das mãos da presidente do TSE, Rosa Weber, e está autorizado a tomar posse da chapa presidencial no dia 1º
Jair Bolsonaro recebe diploma  das mãos da presidente do TSE, ministra Rosa Weber (Foto: Abr / Valter Campanato). 
O presidente eleito nas eleições de 2018, Jair Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente eleito General Hamilton Mourão (PRTB) foram diplomados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda-feira (10), em Brasília. Com a solenidade, os dois estão autorizados a tomar posse da chapa presidencial a partir do dia 1º de janeiro 2019. Com o diploma em mãos, o militar se tornou o 38º presidente da República do Brasil. 

Além de Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão, fizeram parte da mesa da diplomação a presidente do TSE ministra Rosa Weber, a procuradora-geral da República Raquel Dodge, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia , o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, entre outros representantes de órgãos brasileiros.

O presidente eleito e Mourão foram levados à sessão pelos ministros do TSE Luís Roberto Barroso e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto. Foram saudados com aplausos pelos presentes. Em seguida, a Banda dos Fuzileiros Navais executou o Hino Nacional. 

Bastante emocionado no seu discurso como novo presidente, o capitão reformado agradeceu por estar vivo após um atentado sofrido durante as eleições e prometeu amor à patria e compromisso de paz durante o seu governo.

"Vamos resgatar o orgulho de ser brasileiro. Vamos resgatar o orgulho pelas cores de nossa bandeira. o Brasil precisa estar acima de tudo.  A partir de 1º de janeiro, serei o presidente dos 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião", disse o presidente diplomado.

Em seu discurso, Rosa Weber citou a legitimidade do presidente eleito, que foi escolhido por meio do sufrágio igualitário e diplomático. A ministra aproveitou para lembrar que os diplomados do dia participaram de uma eleição e, portanto, foram diplomados com justiça e vontade popular. 

Veja como foi


@RedaçãoPlugados
Com Último Segundo - iG 
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário