Cordel é reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial

A literatura de cordel foi agraciada, nesta quarta-feira (19), com o título de Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro. O Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu o reconhecimento de forma unânime.

Em um texto publicado em seu site, o Iphan informa que a literatura de cordel teve início no Norte e no Nordeste e, posteriormente, se espalhou pelo Brasil. O maior motivo da expansão do gênero seria o processo de migração populacional.

Obras da literatura de cordel podem ser vistas com frequência em locais como Paraíba, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo, segundo o órgão.

– Em todos estes estados é possível encontrar esta expressão cultural, que revela o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas acerca dos acontecimentos vividos ou imaginados – diz um dos trechos do texto do Iphan.

Pleno News

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário