Camila destaca precariedade das estradas no Governo RC e cobra melhorias ao DER

TRECHOS INTRANSITÁVEISA deputada estadual Camila Toscano (PSDB) destacou, nesta quinta-feira (28), a precariedade nas estradas estaduais, principalmente na região do Brejo. Segundo a parlamentar, os trechos entre os municípios de Guarabira até Cuitegi, de Sertãozinho a Duas Estradas e de Pedro Régis a Lagoa de Dentro estão intransitáveis, com muitos buracos por toda a rota que interliga as cidades.

“É uma situação preocupante. As pessoas que transitam por ali estão correndo perigo com tantos buracos por toda a pista. O governador deveria se preocupar em recuperar essas estradas, determinando ao DER o início das obras de maneira urgente. Mas infelizmente, nesse fim de governo, a intenção parece ser qualquer outra, menos a de trabalhar pelos paraibanos”, destacou a deputada.

Camila conseguiu a aprovação, na Assembleia Legislativa, de três requerimentos solicitando ao superintendente do departamento de Estradas e Rodagens (DER), Carlos Pereira, melhorias em estradas da Paraíba. A primeira foi a instalação de um quebra-molas e uma faixa de pedestre na PB 075 no Km 42.

“Segundo relatos, os motoristas que trafegam por esse local não respeitam a sinalização quanto à velocidade e aos cuidados que devem tomar naquele trecho, em face da grande circulação de pessoas no local. A adoção da medida contribuirá para melhorar a circulação de veículos, diminuindo o risco de ocorrências de acidentes de trânsito, e, consequentemente, o de mortes naquela localidade”, disse a deputada.

A deputada também solicitou a limpeza nos acostamentos das estradas que interligam os municípios de Pilões até Cuitegi e de Duas Estradas a Serra da Raiz.“A precariedade da manutenção e descontinuidade nos serviços de roço na rodovia proporcionam insegurança aos condutores de veículos e também aos pedestres, por conta da invisibilidade nos trechos”, afirmou.

Assessoria
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário