Diretoria do Nacional de Patos quer anulação do Campeonato Paraibano 2018

Os desdobramentos da Operação Cartola, que investiga possíveis manipulações de resultados, podem causar uma reviravolta no Campeonato Paraibano de 2018.

É que o Nacional de Patos, que ainda não foi citado na investigação, deve ir à Justiça pedir a anulação do torneio, com o argumento de as irregularidades apontadas no inquérito influíram diretamente em uma partida do clube, que acabou custando a classificação para a fase de mata-mata do torneio.

Além disso, o clube também pode requerer a redistribuição das vagas que o certamente ofereciam para a Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro de 2019.

Alisson Nunes (foto), presidente do Canário do Sertão, falou ao Jornal Correio da Paraíba sobre o assunto. O dirigente citou conversas divulgadas  entre o vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais, com o ex-presidente da Comissão de Arbitragem da FPF, José Renato, que negociavam uma vitória do CSP diante do time patoense, resultado que favoreceria ao Belo.

Na ocasião, o Naça teve um gol anulado, e acabou perdendo a partida por 2 a 0 em pleno estádio José Cavalcanti.

– Fica muito claro tudo que aconteceu. Fomos prejudicados, inclusive com a anulação de um gol nosso, dizendo que o jogador estava impedido. O Nacional é um grande clube do futebol paraibano e obviamente é temido, principalmente quando joga em casa. Vamos estudar o processo para que isso não fique impune – disse.

Da redação com
Paraibaonline

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário