TJDF-PB agenda para esta quinta-feira o julgamento das ações de Botafogo-PB e Sousa

A crise pela qual passa o futebol paraibano deve ter um desdobramento na próxima quinta-feira, 22. Essa foi a data para a qual ficou marcado o julgamento das ações de Botafogo-PB e Sousa no Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJDF-PB). O procurador geral do TJDF-PB, Marinaldo Roberto de Barros, foi quem confirmou o agendamento do julgamento, que está marcado para as 18h30 e vai ser realizado na sede do Tribunal, no mesmo prédio da Federação Paraibana de Futebol (FPF).

Foram intimados para o julgamento o Botafogo-PB e o Sousa - que moveram ações no Tribunal -, além da FPF, que é acusada pelos dois clubes de ter cometido erros na condução do Campeonato Paraibano. O julgamento vai ser conduzido por uma comissão formada pelo presidente do TJDF-PB, Lionaldo Santos Silva, pelo relator Francisco di Lorenzo Serpa, pelo procurador geral Marinaldo Barros e por oito auditores, que têm direito a voto.

O TJFD-PB vai julgar o pedido do Botafogo-PB, que alega ter vantagem sobre o Treze em uma das semifinais do Campeonato Paraibano. O Belo se apoia no parágrafo 3º do Art. 9º do regulamento da competição para requerer essa vantagem. O trecho em questão diz que "Os Clubes que obtiverem melhores índices técnicos na Primeira Fase terão direito [nas semifinais] ao mando de campo na segunda partida e de jogar pelo empate em pontos ganhos e saldo de gols". Como somou 22 pontos na fase de grupos contra 14 do Galo, o Alvinegro da Estrela Vermelha entende ser o dono da vantagem, mas a FPF discorda, tanto que marcou o primeiro jogo entre os dois times para o Almeidão, ou seja, com mando de campo do clube pessoense.

Já o pedido do Sousa, que também vai ser julgado nesta quinta-feira, tem a ver com a classificação para as semifinais. O Dinossauro foi eliminado ainda nas respescagens, mas entende que sem direito à vaga nas semifinais, no lugar do Serrano-PB, já que, somadas as duas primeiras fases do estadual, totalizou mais pontos que o Lobo da Serra (20 a 17). O departamento jurídico do Alviverde sertanejo se baseia também no parágrafo 3º do Art. 9º, mas no trecho que diz que "Os dois clubes de melhor índice técnico, somados os resultados obtidos na primeira e segunda fases do Campeonato Paraibano, ficam definidos como terceiro e quarto colocados e classificados à semifinal". O Caso do Dinossauro, no entanto, parece ser mais complexos, já que o clube solcicita vaga numa semifinal que já teve seu primeiro jogo realizado: o Serrano-PB venceu o Campinense por 1 a 0 no último domingo e o próximo jogo está marcado para o próximo domingo.

O julgamento dos dois casos está previsto para começar às 18h30 desta quinta.


GloboEsporte.com/pb
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário