Deputado cobra transparência sobre Empreender-PB, sugere cruzamento com codificados e chama de "Lava Jato paraibana"

O deputado estadual e líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, Bruno Cunha Lima (PSDB), utilizou a tribuna nesta quarta-feira (8) para cobrar transparência do Governo do Estado quanto ao programa Empreender-PB. Para o parlamentar, a falta de transparência e irregularidades levaram o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) a suspender a concessão de empréstimos. “Tenho pra mim que estamos diante da ‘Lava Jato’ paraibana”, comentou, fazendo alusão à operação que investiga o maior esquema de corrupção no País.

Ele aproveitou para cobrar que a lista dos servidores codificado seja cruzada com a lista dos beneficiários do programa. “Vamos tentar encontrar as coincidências. O que o governo fez com o Empreender, que agora desemboca administrativamente, já havia sido detectado eleitoralmente, quando o Ministério Público Eleitoral apontou uso irregular do programa durante a campanha”, destacou.

Durante discurso, o deputado lembrou que o Empreender-PB também é alvo de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), movida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), que tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Bruno chegou a solicitar a urgência no julgamento da ação.

“Faço aqui um apelo à Justiça para que julgue esta ação do Empreender-PB numa resposta à sociedade, pois esse mistério envolvendo o programa interessa a todos os paraibanos”, disse o deputado.



Assessoria
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário