Delação da JBS pode ser anulada, afirma Rodrigo Janot

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse no início da noite desta segunda-feira, que o acordo de colaboração premiada firmado...

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse no início da noite desta segunda-feira, que o acordo de colaboração premiada firmado pelo Ministério Público Federal com a JBS pode ser anulado caso sejam comprovadas irregualridades por parte dos executivos do grupo empresarial.

Segundo ele, novos áudios contendo diálogos relativos ao acordo, trazem suspeitas de ilegalidades cometida pelo ex-procurador Marcelo Milani, que atuou diretamente no gabinete da Procuradoria-Geral da República

O MPF atuou na mais absoluta boa fé para a celebração deste acordo. Se ficar provada qualquer ilicitude, o acordo de colaboraçaõ premiada será rescindido, poderá chegar até a decisão”, disse.

De acordo com ele, se isso ocorrer, as provas não serão invalidadas. “A eventual rescisão do acordo não invalida, repito, não invalida, as provas até então oferecidas. Conforme a lei que disciplina a colaboração premiada, se a culpa do colaborador ensejar a rescisão do acordo, ele perde todos os alguns benefícios e o estado aproveita todas as provas apresentadas pelos colaboradores”, disse.

VEJA.com

LEIA TAMBÉM

POLITICA 6594172524576142007

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailler

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item