‘Minha Mãe É Uma Peça 2’ domina bilheteria e supera ‘Rogue One’

Cena de 'Minha Mãe é Uma Peça 2' (Foto: Divulgação). 
CINEMA - Paulo Gustavo está rindo à toa, pois sua nova comédia, Minha Mãe É Uma Peça 2, dominou as bilheterias do último fim de semana e já tem um público acumulado de mais de 2,8 milhões de pessoas, quase 700 mil espectadores a mais que o grande lançamento do fim de 2016, Rogue One – Uma História Star Wars (que chegou aos cinemas uma semana antes da produção nacional).

Minha Mãe É uma Peça 2 chegou aos cinemas no dia 22 de dezembro, e foi a segunda melhor estreia nacional do ano, perdendo apenas para Os Dez Mandamentos – O Filme. No último fim de semana, a comédia continuou o seu sucesso e conquistou 714.115 espectadores, segundo a consultoria ComScore.

Em segundo lugar na bilheteria nacional vem a animação Sing, com um público de 243.539 pagantes. Apenas em terceiro lugar está Rogue One — que dominava os cinemas até a chegada da comédia de Paulo Gustavo — com 188.567 espectadores.

Nas três semanas que está em exibição, Rogue One já levou 2,33 milhões de pessoas aos cinemas, e arrecadou mais de 40 milhões de reais em bilheteria. Graças ao valor mais elevado dos ingressos das cópias em 3D, a saga interplanetária vence a comédia nacional no quesito renda acumulada, já que Minha Mãe É Uma Peça 2 arrecadou 36 milhões de reais.

Completando o Top 5 da bilheteria nacional estão Invasão Zumbi, com 188.567 espectadores, e Sully – O Herói do Rio Hudson, com 88.541.

Bilheteria americana – Já nos Estados Unidos, Rogue One continua a dominar. A produção da Disney arrecadou 49,5 milhões de dólares no último fim de semana, segundo o site Box Office Mojo.

A animação Sing aparece em segundo lugar também nas bilheterias americanas, com 42,8 milhões de dólares. Passageiros (que estreia no Brasil no dia 5 de janeiro) vem em terceiro, com 16,1 milhões de dólares, seguido pela animação Moana (também programada para dia 5), com 10,9 milhões. Em quinto lugar está a comédia com James Franco, Tinha Que Ser Ele? (que chega aos cinemas brasileiros em março), com 10,6 milhões. (De VEJA.com)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário