Ex-primeira-dama Marisa segue sedada, com quadro de saúde estável

Marisa Letícia; esposa do ex-presidente Lula. 
(Foto: Image/Jpeg). 
Após sofrer um sério acidente vascular cerebral (AVC) e se submeter a uma cirurgia de emergência, a ex-primeira-dama Marisa Letícia está com a pressão intracraniana “sob controle”, segundo boletim divulgado pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, onde está internada desde terça-feira, e permanece sedada.

Na última terça, Marisa começou a se sentir mal em seu apartamento, em São Bernardo do Campo (SP), devido a um pico de pressão. Segundo os médicos, um aneurisma (má formação de um vaso sanguíneo) no cérebro se rompeu em decorrência do quadro hipertensivo. Às pressas, foi levada por um dos filhos para o hospital Assunção, em São Bernardo — no caminho, chegou a desmaiar no elevador. Dada a gravidade da situação, ela foi transferida ao Sírio-Libanês, onde passou por uma cirurgia de emergência para estancar o sangramento.

Na quarta-feira, enquanto estava sedada se recuperando da cirurgia, Marisa passou por um novo procedimento. Um cateter ventricular foi introduzido em sua cabeça para drenar e reduzir a pressão intracraniana.

De acordo com a equipe médica, chefiada por Roberto Kalil Filho, a dimensão dos danos causados pelo AVC só podem ser verificados mais adiante. A equipe deve mantê-la sedada até que haja a certeza de que a atividade cerebral se normalizou. Ainda é cedo para avaliar se haverá ou não sequelas, o que deve acontecer somente quando ela acordar. Marisa ainda não tem previsão de alta. (VEJA)

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário