Prefeito eleito de Araçagi diz que abrirá mão de salário e vai cortar secretarias

Murilo e o seu vice-prefeito eleito Melque.
(Foto: Reprodução / Portal Aragi). 
Murilo Nunes, o prefeito eleito de Araçagi na região metropolitana de Guarabira (PB), anunciou nessa terça-feira, 18, em entrevista concedida ao programa Correio da Manhã, na Guarabira FM, que quando assumir a prefeitura daquele município, alguns de seus primeiros atos serão ‘cortar na própria carne’ o seu salário de chefe maior do executivo local no valor de R$ 16 mil e acabar com quatro secretarias.

Para o prefeito eleito, a radical medida se dará devido à extensa crise econômica que assola o país. Segundo o mesmo, com os valores economizados do não recebimento de seu salário e do corte de quatro secretarias – serão aplicados em serviços prioritários reivindicados pela população, em plenárias de orçamento democrático municipal.

Segundo Nunes, uma equipe de transição já se encontra em andamento e teria passado para o futuro gestor que não será possível pagar a folha que chega atualmente a  R$ 1,2 milhões. E por isso deverá extinguir secretarias para poder pagar o salário dos funcionários em dia, o qual encontra-se atrasado na gestão de Didi Braz, onde Murilo assegurou pagar dentro do mês trabalhado em sua gestão.

Murilo é inspetor da Polícia Rodoviária Federal, e entre o salário da PMA e da PRF, ele terá que se desfazer de um, escolhendo o mesmo por continuar recebendo os proventos como servidor federal.

Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário