Juiz da propaganda eleitoral de JP tem arma apontada para a cabeça: "Deus me livrou"

Juiz José Ferreira Ramos Júnior (Foto: Reprodução / Internet).  Falta pouco menos de um mês para o fim da campanha eleitoral, nos municí...

Juiz José Ferreira Ramos Júnior (Foto: Reprodução / Internet). 
Falta pouco menos de um mês para o fim da campanha eleitoral, nos municípios paraibanos, e sobra relatos de violência de pessoas envolvidas com o processo, não exatamente por conta dos seus papéis nas campanhas. Primeiro, o candidato a vice-prefeito de Campina Grande, Jairo Sales (PPS), levou um tiro na perna durante a abordagem de bandidos. Depois, a granja do prefeito da mesma cidade, Romero Rodrigues (PSDB), foi alvo da ação de assaltantes. Agora, o caso mais recente, tem como alvo o juiz da propaganda eleitoral de mídia de João Pessoa, José Ferreira Ramos Júnior. Ele narra cenas de terror quando viajava para Campina Grande, na manhã deste sábado (3), e foi abordado por um bandido que apontou uma arma contra sua cabeça e chegou a disparar, sem que ela funcionasse no primeiro momento.

Ferreira Ramos usou as redes sociais para contar o episódio. Ele revelou que viajava para Campina Grande, pela BR-230, quando parou na banqueta para atender o celular. Neste momento, um homem emparelhou, em uma moto, e anunciou o assalto. Apontou a arma mandando ele baixar o vidro do carro, o que o magistrado se recusou a fazer. O bandido puxou o gatilho e a arma não funcionou, justamente quando o juiz arrancou com o carro. Outros disparos foram feitos sem que ele se ferisse. O episódio, é bom pontuar, não tem, a princípio, qualquer relação com o acirramento da disputa entre os candidatos. Apesar disso, pelo momento eleitoral, acaba chamando mais atenção.

Confira o relato do magistrado:

“Faltando apenas dois dias para completar mais um ano de vida, enfrentei o pior momento da minha vida hj pela manhã (11:30). UMA ARMA APONTADA PARA MINHA CABEÇA! Sim, isso mesmo! Estava a caminho de Campina para rever minha família. Fazia duas semanas que não os via, por causa do meu trabalho nas eleições aqui em João Pessoa. Pois bem, estava dirigindo meu carro na BR 230, no retão do planalto. Parei p/, em obediência A LEI, atender o telefone. De repente, do nada, surgiu um elemento e apontou um revólver para minha cabeça e anunciou o assalto. Fiquei atônito, paralisado, sem acreditar no que estava acontecendo. O motor estava ligado. Não abri a porta como ele ORDENOU. Engatei a marcha para sair rápido. Ele acionou o gatilho. A bala não detonou. DEUS ME LIVROU! Me abaixei e Consegui arrancar o carro e ele atirou novamente. Dessa vez a bala detonou, mas, graças ao meu Deus eu já estava fora do alcance. Compartilho esse momento tão delicado que vivi, primeiro, para agradecer a DEUS pelo livramento, hj eu poderia ser mais UM NÚMERO NAS ESTATÍSTICAS DA VIOLÊNCIA, uma imagem no “retrovisor” como na foto acima. 2º para ALERTAR a todos. Não parem o seu carro na BR, pois ao relatar o fato na polícia rodoviária e fazer o boletim de ocorrência, fui informado pelo PRF que esse tipo de abordagem está se tornando comum nas estradas. Não vou me valer disso para culpar as autoridades de segurança, governo, policia ou quem quer que seja. Reputo isso a maldade do ser humano que não tem respeito pela vida do próximo. #naoaviolencia #violencianao #obrigadomeudeus #obrigadojesus”

(Com Suetoni Souto Maior / Jornal da Paraiba)


LEIA TAMBÉM

POLICIAL 8271494037113170923

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailler

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item