Três brasileiras são encontradas mortas em Portugal

As autoridades encontraram nesta sexta-feira (25) próximo a um hospital veterinário em Tires, Cascais, Portugal, os corpos de três brasile...

As autoridades encontraram nesta sexta-feira (25) próximo a um hospital veterinário em Tires, Cascais, Portugal, os corpos de três brasileiras desaparecidas há vários meses, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros da Parede, Pedro Araújo.

De acordo com o responsável, a corporação recebeu um alerta da polícia portuguesa para que fosse retirada a água de um tanque naquele local.

"Acabamos encontrando os corpos das três mulheres, uma delas grávida", adiantou Pedro Araújo.

A Polícia Judiciária portuguesa começou a investigar o caso com um alerta também emitido pela Interpol -Organização Internacional de Polícia Criminal.

"O suspeito já estava no Brasil e, por meio de investigações das autoridades portuguesas e brasileiras, foi detido conseguimos localizar as vítimas", explicou o comandante. A SIC Notícias informou que o suspeito era namorado de uma das vítimas e que ele teria confessado o crime às autoridades brasileiras. 

Pedro Araújo disse ainda que um funcionário do hospital veterinário do Monte dos Vendavais, em Tires, também está envolvido no processo.

Conheça a história das 3 brasileiras encontradas mortas em Portugal
Na quarta-feira passada, a família tinha falado sobre a "angústia" do desaparecimento das três mulheres


As três mulheres brasileiras que foram encontradas nesta sexta-feira (26) num tanque próximo de Tires, em Cascais, Portugal, já haviam desaparecido há mais de seis meses. Michele, de 28 anos, Lidiana, de 16, e Thayane, de 21 anos, simplesmente deixaram de dar notícias à família. 

Michele já vivia em Portugal há oito anos, trabalhava como empregada doméstica e morava com o namorado, Dinai Alves, em São Domingos de Rana. Quem se juntou a ela foi a irmã de apenas 16 anos, Lidiana. A última a chegar foi a namorada de Lidiana, Thayane, de 21 anos.

Em fevereiro, as três mulheres desapareceram sem dar rastro. Nessa época, o namorado de Michele e autor confesso do triplo homícidio, que trabalhava no hotel para cães e gatos, deixou o trabalho para trás sem explicar o porquê e voltou para o Brasil.

Lá, contou aos familiares que as três mulheres tinham emigrado para Inglaterra. Algo que levantou suspeitas da família, que decidiu então criar uma página de Facebook para tentar encontrar Michele, Lidiana e Thayane - 'Desaparecidas em Portugal'.  

"A família está desesperada com o desaparecimento destes jovens e pede a quem tiver alguma notícia, avisar a família”, escreveram na descrição da página.

“Quanto mais o tempo passa mais a saudade aumenta, mas jamais perder a esperança de ter vocês de volta”, foi publicado na terça-feira passada, onde é descrita a “angústia” de toda a família, sem saber onde estariam, se tinham frio ou fome.

Dúvidas que foram nesta sexta (26) solucionadas após os bombeiros terem encontrado os três cadáveres em um tanque próximo do local onde Dinai trabalhava. 

Ficam, no entanto, por responder outras questões: o que terá motivado o triplo homicídio? De que forma é que Dinai matou as mulheres? São as respostas que as autoridades procuram responder com o desenrolar da investigação e respectiva autópsia dos corpos. (De Noticia ao Minuto)

LEIA TAMBÉM

POLICIAL 2111650915955165419

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

hEm CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item