Cientistas descobrem novo planeta com três sóis

- Concepção artistica mostra exoplaneta HD 131399Ab, qure orbita três 
estrelas na constelação de Centauro (Divulgação). 
Se um por do sol já é lindo, imagine três. Essa é a rotina diária de um estranho planeta recém-descoberto, que é quatro vezes maior que Júpiter e tem o céu claro por cerca de 140 anos.

Batizado de HD 131399Ab, o planeta está localizado a 340 anos-luz da Terra, na constelação do Centauro.

De acordo com o estudo, publicado na revista científica Science, embora os sistemas solares binários sejam comuns, aqueles com três ou mais sóis são bastante raros.

"Imagine um planeta onde ou onde o céu é constantemente claro e onde há três amanheceres e entardeceres por dia. Esse é HD 131399Ab", disse Kevin Wagner, astrofísico ligado à Universidade do Arizona e coautor da descoberta.

Segundo Wagner, o planeta leva 550 anos para orbitar os três sóis e durante metade desse tempo as três estrelas são visíveis no céu, sendo que as duas menos brilhantes estão sempre mais próximas entre si.

A orbita é tão bizarra que na medida em que o planeta orbita e as estrelas se distanciam a cada dia, chega-se a um ponto onde o entardecer de uma coincide com o amanhecer da outra.

"A luz do dia quase constante", explicou Wagner. "Durante cerca de um quarto da órbita do planeta, ou cerca de 140 anos terrestres é praticamente impossível enxergar o céu noturno", completou.

Telescópio VLT
A descoberta do estranho planeta foi feita com auxílio do instrumento Sphere, que compõe o telescópio VLT (Telescópio Muito Grande) do Observatório Europeu Austral (ESO), localizado no Chile.

Sphere é um dos instrumentos mais avançados que existem e foi desenvolvido para detectar microvariações térmicas nas imediações de estrelas distantes, possivelmente causadas pela proximidade de planetas ou outros corpos. (De Apolo11.com)
Compartilhe no Google Plus
    Faça seu comentario pelo Gmail
    Faça seu comentario pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário