Funetec obtém recredenciamento de apoio ao IFPB por mais dois anos

A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba (Funetece-PB) acaba de ser recredenciada como entidade de apoio ao Instituto Fede...

A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba (Funetece-PB) acaba de ser recredenciada como entidade de apoio ao Instituto Federal da Paraíba por mais dois anos.

A notícia foi recebida com otimismo pelos gestores da entidade e comemorada pelo Conselho Curador da entidade durante reunião ordinária na última sexta-feira, dia 29. Na oportunidade o órgão avaliou o primeiro relatório técnico da atual gestão que teve início em agosto de 2014.

Segundo o reitor Nicácio Lopes o recredenciamento é a certificação de que a proposta educacional da Funetec-PB está dentro dos critérios de excelência determinados pela Ministério da Educação (MEC) e demais órgãos competentes.

“É um momento alvissareiro para nós que fazemos o IFPB e a Funetec, pois diante da crise que o país atravessa podemos contar nos dedos o número de fundações avaliadas positivamente na Paraíba e no Brasil”, comemorou o reitor tal benefício conquistado pela entidade para os próximos dois anos.

Nicácio Lopes, que acumula a função de presidente da entidade, afirmou que o recredenciamento da Funetec é fruto do trabalho da superintendência do órgão e de sua competente equipe técnica que ao longo de quase dois anos luta vem conseguindo inovar no contexto administrativo e pedagógico da Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba.

Com sede funcionando em novo endereço na Avenida Piauí, nº 75, no bairro dos Estados, em João Pessoa, a Funetec conta com 20 funcionários e desenvolve atualmente os seguintes projetos: Posto Escola Salvador em parceria com a Petrobrás; Fundo Social Ambiental com a Caixa Econômica que visa o levantamento da agricultura familiar na Paraíba com a construção de cadastro ambientais das famílias da comunidade rural; Programa de inclusão de jovens e adultos (Pró-Jovem) do Governo Federal que é descentralizado para os estados.

De acordo com o gerente-administrativo-financeiro da Funetec Alexandre Mariano Pereira existem outros projetos em andamento que dão sequência ao elenco de oferta de cursos e serviços oferecidos pela Fundação como Brasil Alfabetizado, Pronatec, dentre outros.

RADIOGRAFIA DA FUNETEC – Além da boa notícia do recredenciamento da entidade, o Conselho Curador ouviu exposição do superintendente Anselmo Castilho apresentando a radiografia do atual perfil da Funetec.

“Trata-se de um documento diferenciado dos relatórios que historicamente foram apresentados pela entidade desde a sua fundação”, esclareceu Anselmo Castilho ao frisar que o relatório já se encontra disponível no portal da Funetec.

O relatório consta das dificuldades enfrentadas pela superintendência na reestruturação dos trabalhos, bem como as perspectivas de futuro da fundação. Para acessar o relatório clique AQUI

“O conteúdo do documento é de fácil leitura e mostra com profundidade a trajetória da Funetec durante a gestão do professor Nicácio Lopes que teve início em agosto de 2014”, destacou Anselmo.

Em 2015, a Funetec passou por reajustes para se adequar a nova realidade brasileira contemplada pela ampliação dos principais vetores de inovação e incentivos proporcionados pelas Leis do Bem (Lei 11.196/05) e da Informática (Lei 8.248/91. Essas mudanças foram centradas no campo da economia, incluindo mudanças de rumo nas pastas administrativa e financeira.

“Hoje estamos amparados pelos mecanismos legais e preparados para uma integração mais plena com os setores públicos e privados”, ressalta Anselmo. Ele acrescentou ainda que outros avanços podem ser encontrados no rol de conquistas da Funetec.

Ao longo desse período de equilíbrio e conquistas, a entidade obteve um feito inédito conseguindo ficar em segundo lugar no certame nacional que selecionou as cinco entidades brasileiras que estão cuidando da execução do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em imóveis rurais da agricultura familiar e de povos e comunidades tradicionais do Semiárido brasileiro.

O credenciamento da Funetec no MEC e no Ministério da Ciência e Tecnologia beneficia também os professores pesquisadores do IFPB que poderão captar recursos vultosos para investimentos em pesquisas inovadoras nas áreas da indústria e do comércio. “A Lei de Inovação sancionada recentemente pela presidenta Dilma Rousseff inspira novas oportunidades de investimentos nas áreas de pesquisa e inovação tecnológica”, finaliza Anselmo Castilho (IFPB / Felipe Donner)

LEIA TAMBÉM

EDUCAÇÃO 6031717786862778290

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item