VÍDEO: Pâmela denuncia sofrer tentativa de sequestro e ter sido agredida por parentes de Ricardo na Granja

A dvogado do governador nega. - Sinais de Agressão sofrida por Pâmela (Divulgação). A ex-primeira-dama, Pâmela Bório, compareceu à D...

Advogado do governador nega.

- Sinais de Agressão sofrida por Pâmela (Divulgação).
A ex-primeira-dama, Pâmela Bório, compareceu à Delegacia da Mulher, na noite dessa segunda-feira, dia 7 de Setembro, para denunciar uma tentativa de sequestro, seguida do furto de seu celular e uma agressão física sofrida dentro da Granja Santana. A denúncia foi rebatida pelo advogado Antônio Fábio Rocha, do governador Ricardo Coutinho.

Em entrevista à Imprensa (programa Intrometidos), Pâmela relatou que se encontrava com seu filho, acompanhada de dois policiais que fazem a segurança da criança quando em sua companhia, além de mais dois policiais de escolta. O destino seria o Shopping Mangabeira, por isso ela estranhou quando o comboio se dirigiu à Granja, e questionou os policiais sobre a mudança.

O policial teria dito que era para pegar o jantar da criança. Então, quando chegou à Granja Santana, uma irmã e uma sobrinha do governador abriram a porta do carro e partiram para agressões. Em seu depoimento à Polícia, Pâmela alegou ter sido agredida na mão direita e nas duas pernas. Os policiais então levaram a ex-primeira-dama para casa, de onde ela saiu para denunciar a ocorrência na Delegacia da Mulher e se submeter a exame de corpo de delito no IML.

Já o advogado Fábio Rocha, também em entrevista à Imprensa, negou as agressões contra Pâmela Bório, e afirmou que, na verdade, ela teria entrado intempestivamente na Granja Santana, onde teria se desentendido com as duas parentas próximas do governador. Ele negou a tentativa de sequestro, as agressões e o furto do celular. E alega que Pâmela deveria ter devolvido a criança na noite de domingo.

Segundo o advogado de Pâmela, Gustavo Rabay, “o que presenciamos esta noite (ontem) foi algo absolutamente inaceitável contra uma mãe, que apenas estavam exercendo o seu direito de ficar com o filho, ela foi abduzida e levada para a Granja do governador, onde foi agredida por pessoas conhecidas como Viviane e Carol, irmã e sobrinha do governador, e ainda furtaram o seu celular, sendo a criança, chorando e aterrorizada assistiu a tudo”. (Com o blog do Helder Moura



LEIA TAMBÉM

POLITICA 5634546382790771793

Postar um comentário

emo-but-icon

VÍDEO / trailer / Cinema

Em CARTAZ nos CINEMAS!

Curta nossa FanPage

PLUGADOS NO TWITTER

Mais Lidas

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

item